Na dúvida, vá de monocromático.

Os amantes das estampas que me desculpem, mas quando se trata de acertar o look, as escolhas monocromáticas são certeiras, independente da cor ou do tom. A roupa de cor única pode variar a tonalidade da mesma cartela e manter-se monocromática, e sempre terá o poder de alongar o corpo e afinar as curvas, ao contrário das estampas, que dependendo da forma, podem até distorcer a imagem do corpo.
A escolha da cor é importante para dar leveza e impacto ao look, que não precisa se limitar às neutras, pelo contrário. Quanto mais vibrante a cor, mais alegre e iluminada a pessoa parecerá, à depender do tom de pele.

Entretanto, se o look for profissional, é prudente que haja um contraponto entre a cor escolhida, o modelo e corte da roupa, pois um look pink, por exemplo, em ambiente de trabalho, deve ter modelagem sóbria e de preferência, sem decotes, caso contrário, torna-se vulgar ao ambiente.
O mesmo acontece com o vermelho, que para ser adequado ao ambiente de trabalho, é aconselhável que seja uma peça de alfaiataria ou um vestido de cumprimento no joelho, ou midi, desde que não seja justo demais ao corpo.

Mas no trabalho, os looks monocromáticos são ainda mais apropriados, ainda que não tenham aquela velha cara de traje típico executivo, mas, os tons pasteis e clássicos devem prevalecer, sobretudo se houver detalhes mais ousados na roupa.
A verdade é que todas nós, em um momento ou outro, queremos usar algo mais ousado. Mas lembrem-se: cada ambiente exige uma roupa apropriada, e estar confortável em determinada roupa, nem sempre quer dizer que o “ambiente” estará confortável à ela. Ouse nas cores, mas adapte-as sempre ao momento de usá-las, e como usá-las.

Deixe um comentário